A Rodovia

Pedágio

A cobrança de pedágio é fundamental para a continuidade do processo de transformação da rodovia. A arrecadação é o meio que a Concessionária possui para remunerar os investimentos já feitos e garantir os que ainda estão por vir. Para a BR-163, serão aportados R$ 6,8 bilhões, sendo que R$ 3,9 bilhões serão investidos nos primeiros cinco anos de concessão.

As nove praças estão distribuídas, em média, a cada 100 km de rodovia entre o km 0, na divisa entre os estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, e o km 855, no entroncamento da BR-163 com a MT 220, em Sinop.

A tarifa cobrada em cada praça é calculada de acordo com a área de abrangência de cada uma. O cálculo do valor de cada uma delas é feito pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) a partir da tarifa básica estabelecida em leilão.  

Tarifas

PRAÇA

Tipo de Veículo

PASSEIO

COMERCIAL / EIXO

MOTOCICLETA

Itiquira

R$ 4,40

R$ 4,40

R$ 2,20

Rondonópolis

R$ 5,00

R$ 5,00

R$ 2,50

Campo Verde

R$ 4,00

R$ 4,00

R$ 2,00

Santo Antonio de Leverger

R$ 4,00

R$ 4,00

R$ 2,00

Jangada

R$ 5,40

R$ 5,40

R$ 2,70

Diamantino

 R$ 4,50

R$ 4,50

R$ 2,25

Nova Mutum

R$ 3,70

R$ 3,70

R$ 1,80

Lucas do Rio Verde

R$ 4,80

R$ 4,80

R$ 2,40

Sorriso

R$ 6,90

R$ 6,90

R$ 3,40

Confira aqui a localização das praças.

Formas de Pagamento

Dinheiro

O pagamento pode ser feito por meio de notas ou moedas.

Pagamento eletrônico

As praças de pedágios da BR-163 estão equipadas para o recebimento eletrônico da tarifa, os chamados AVI’s. O sistema de Identificação Automática de Veículos (AVI) permite o pagamento automático de pedágios por meio de um pequeno aparelho de comunicação via rádio instalado no veículo, chamado de tag. Neste sistema, o usuário não precisa parar nas praças e pode escolher entre o pagamento pré ou pós-pago.

Escolha sua operadora

Facilite o troco

Antes de pegar a estrada, verifique se possui o dinheiro referente às tarifas.
Com o dinheiro trocado em mãos, o atendimento é mais rápido e evita a formação de filas nas praças.

ISS

A Concessionária Rota do Oeste realiza repasse mensal aos do ISS (Imposto Sobre Serviços) aos 19 municípios lindeiros. O ISS é um tributo municipal que incide sobre todas as operações de prestação de serviços de qualquer natureza dentro da área de abrangência do município, como a operação dos pedágios. O valor do repasse varia de acordo com a participação do município (em área) na rodovia e com a alíquota, que varia entre 3% e 5%. Assim, os municípios podem utilizar a verba para melhorias sociais na saúde, educação e segurança pública, por exemplo.

O ISS é repassado referente a obras realizadas nas áreas de cada município e à arrecadação de pedágio. Até dezembro de 2016, foram repassados a esses municípios um total de R$ 52 milhões em dois anos e meio.