A Concessão

Depoimentos

Confira algumas opiniões sobre a concessão da BR-163:

"A BR-163 é a mais rápida solução logística para Mato Grosso"

Mato Grosso é um dos principais estados de produção agrícola do País, sendo o primeiro produtor brasileiro de soja, de milho e de algodão. Mas junto com o desenvolvimento do campo, vêm as dificuldades logísticas para escoar a produção. O modal rodoviário é o principal utilizado para o transporte de grãos para os portos do País. A má conservação - e até mesmo a inexistência de estradas em boas condições de trafegabilidade - faz com que os custos de produção se elevem, reduzindo a competitividade dos produtores mato-grossenses.

A logística é o grande gargalo do estado, pois temos o clima adequado e terras de topografia amena – condições favoráveis à agricultura. É só comparar quanto custa levar uma tonelada de soja do Brasil para a China com os gastos da Argentina e dos Estados Unidos. Respectivamente, US$ 170, US$ 102, US$ 70. Diante disso, a BR-163 é a mais rápida solução logística para Mato Grosso.

Ricardo Tomczyk

Presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT)

"Perdemos tempo e dinheiro com os prejuízos causados pela estrada"

A concessão da BR-163 é para nós motivo de esperança. Os custos com o transporte da produção é muito elevado devido às más condições de trafegabilidade da BR 163. Perdemos tempo e dinheiro com os prejuízos causados pela estrada.

Miguel Mendes
Diretor executivo da Associação dos Transportadores de Cargas de Mato Grosso

"Não se tem indústria forte sem estradas boas"

A BR-163 é uma das principais artérias de escoamento da produção mato-grossense para o Brasil e para o mundo, uma vez que 56% das exportações de grãos do país são originadas no Centro-Oeste. Atualmente, em função das condições críticas da malha viária, em Mato Grosso é necessário despender cerca de R$ 2 bilhões a mais por safra com o custo do frete.

A BR-163 em bom estado de conservação vai contribuir para reduzir essa quantia, pois, naturalmente, haverá menos consumo de combustível, manutenção de caminhões, economia de pneus, redução no tempo de transporte pelo trajeto e um ganho de produtividade. Uma logística eficiente atrai novos investimentos industriais e contribui para que as empresas instaladas aqui no Estado consigam ser competitivas no mercado interno e externo. O setor industrial mato-grossense só tem a crescer com isso e, consequentemente, ajudará a fortalecer a economia brasileira. Afinal, não se faz um país desenvolvido sem indústria forte, e não tem indústria forte sem estradas boas.

Jandir José Milan
Presidente do Sistema Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso