A Rodovia

Obras

Investimento de R$ 6,8 bilhões ao longo de 30 anos

Ao longo de 30 anos de concessão, a Rota do Oeste irá investir R$ 6,8 bilhões na BR-163, sendo que R$ 3,9 milhões serão aplicados nos primeiros cinco anos. É neste período que se concentrarão as principais obras para a melhoria da rodovia, entre elas, a duplicação de 450 quilômetros dos 850 que foram concedidos, obras de travessia urbana, obras de arte, além de sinalização, limpeza e manutenção da malha asfáltica.

Duplicação

 Para iniciar a duplicação da rodovia, a Rota do Oeste identificou o trecho de 117,6 quilômetros compreendido entre o perímetro urbano de Rondonópolis e o Terminal Intermodal de Rondonópolis, da ALL (América Latina Logística) como um dos mais críticos. A obra de duplicação foi entregue em março de 2016 à população. 
 

Trabalhos iniciais

Outros dois trechos críticos receberam de imediato a intervenção da Rota do Oeste logo no primeiro ano de concessão: a rodovia dos Imigrantes (BR-070) e o norte da BR-163, entre o Posto Gil e o município de Nova Mutum. Foram realizados trabalhos de recuperação do pavimento, sinalização e reordenamento de tráfego.

Recuperação e reestruturação do Contorno de Cuiabá

Durante nove meses, de outubro de 2015 a junho de 2016, a Concessionária Rota do Oeste atuou na recuperação de pavimento, revitalização da sinalização horizontal e vertical e roçada nos 174 quilômetros entre Rondonópolis e Cuiabá, exceto a Serra de São Vicente. O trecho é de responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), porém as intervenções foram realizadas a pedido da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) mediante reequilíbrio na tarifa de pedágio.

Novos trechos e travessias

Ainda em 2016, foi repassada em fevereiro à Concessionária a responsabilidade sobre a manutenção do pavimento e sinalização, além de limpeza da faixa de domínio no trecho de Várzea Grande a Rosário Oeste (BR-364). Os trabalhos de recuperação do pavimento iniciaram em 2016 e continuam sendo realizados em 2017 no período noturno.

Nesse mesmo ano, passaram a ser de responsabilidade da Rota do Oeste também as travessias urbanas de Sorriso e Nova Mutum no segundo semestre de 2016. Nessas áreas urbanas, ocorreu a revitalização do pavimento, sinalização, limpeza da faixa de domínio, além da construção de sarjetas, canaletas, sistema de drenagem, limpeza de bueiros e fechamento de passagens irregulares.

 

Recuperação rodovia dos Imigrantes (BR-070)

De setembro a dezembro de 2016, os 28 quilômetros da Rodovia dos Imigrantes (BR-070) passaram por obras de revestimento usando pela primeira vez no Estado uma nova tecnologia, o Tratamento Superficial Duplo (TSD) com Cimento Asfáltico de Petróleo (CAP) Borracha, conhecido como asfalto-borracha.

 

Passarela em Sorriso

A primeira passarela de pedestres foi entregue no km 751 da BR-163, na travessia urbana de Sorriso, em dezembro de 2016, beneficiando milhares de famílias.